quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Baby Blues. A tristeza que atinge até 80% das puérperas



   Eu não sabia o que era Baby Blues.  Então foi assim: Dia 23/03/12 minha filha nasceu no hospital. Dia 25 no fim do dia, chegamos em casa e eu a cada minuto me apaixonava mais pela baby. Com 5 dias pós parto meu marido voltou a trabalhar e então um turbilhão de emoções me atacaram... Chorei até anoitecer! Todos os dias que ele ia trabalhar eu chorava achando que nunca mais voltaria.
   Pensei que não aguentaria ficar sozinha com ela o dia inteiro, pensei que as dores da amamentação e da cirurgia nunca passariam. Fiquei deprimida ao me ver 16 kg "maior" e o inchaço só aumentando. Coisas como "Será que eu fiz a coisa certa em ter filho agora?" passavam pela minha cabeça.
  Comecei a zanzar por fóruns online, em busca de consolo, afinal minha tão esperada filha estava ali e eu não me sentia nada feliz. E então descobri que eu não estava sozinha! Cerca de 50% a 80% de todas as mulheres passam por isso após o parto e surge justamente do 3º ao 5º dia depois do nascimento! Maldito Blues!
   Isso acontece pela queda brusca dos hormônios no nosso organismo, sem contar as mudanças repentinas na nossa rotina, falta de sono, e os medos e anseios por essa vida que acaba de chegar.  É muito difícil se sentir na maior das fossas e ter um recém nascido pra cuidar.
   Quase confundi com depressão pós parto (que atinge cerca de 10% das puérperas), mas existem algumas diferenças significativas para a pessoa saber identificar o que está passando. A maior delas é que na DPP a mãe se sente incapaz de cuidar do filho, não tem vontade de cuidar (E REALMENTE NÃO CUIDA), e em certos casos mais severos acaba maltratando o filho. No Blues também nos sentimos incapazes em alguns momentos (até quem não passa por isso as vezes se sente não é mesmo?), porém não existe essa repulsa, rejeição ao bebê.  
   Outra diferença entre DPP e Blues é a duração da melancolia, a DPP perdurando por mais tempo, e as vezes só cessando com medicação controlada. No meu Blues, em menos de duas semanas já estava 90% melhor.

Recebi muitas dicas que me ajudaram, como por exemplo:

- Se forçar a tomar banho, passar uma maquiagem (leve, pra não dar alergia no bebê)
- Sair de casa com o carrinho, passear, tomar sol (afinal todos os dias o baby vai ter que pegar um solzinho da manhã, o que ativa a vitamina D e cura icterícia leve)
- Ver e conversar com as pessoas que você gosta
- Ter um tempo a sós nem que seja na hora do banho, mas um banho demorado e relaxante

E mais importante de tudo, ter a consciência absoluta de que PASSA!

Espero que tenha ajudado quem vai ter filho em breve a se preparar mais um pouco, afinal não importa o quanto nos achamos preparadas... Nunca é suficiente!

:)


Aqui nós estávamos pegando o sol da manhã e minha cara descreve perfeitamente como eu estava me sentindo.

  
Depois que passa a gente ri, né? rs

2 comentários:

  1. Parabéns, a Alice é linda ! Já estou seguindo seu blog :D

    ResponderExcluir
  2. Que carinha linda a sua! rsrsrs ...realmente depois vc rir de vc mesma né?
    Parabéns! sua filha é linda!!!

    ResponderExcluir